Ads Top

The bird box: O que você não viu - [Alerta de Spoiler]

poster de divulgação produzido pela netflix para the bird box
Divulgação: Netflix

Todo mundo está falando desse filme, fiquei curiosa e fui assistir também. Mas tem coisas que talvez você não tenha visto e vou te mostrar, há quem concorde ou não.

Vamos começar pelo fato de ter Sandra Bullock no elenco, não estou acostumada em vê-la em filmes Hipster, o filme mais Hipster que ela fez foi a casa do lago. Inclusive ela é uma ótima atriz interpretando ela mesma, mas nesse filme podemos ver uma Bullock mais dura, dura nos padrões de uma protagonista feminina. Adorei a referencia quando ela fala que é uma mulher que correu com os lobos, inclusive é o meu livro favorito da vida.

Agora vamos falar das falhas desse filme que não fazem nenhum sentido



1 - Sandra Bullock tem uma puta resistência

Gente desculpa, mas eu não sei o nome do personagem, em todos os filmes que Bullock está ela sempre se chama *Sandra Bullock*- Falha minha.
Enfim ela tem uma puta resistência contra a luz, podemos ver que tem trechos que ela fica bem próxima da luz e demora para fazer efeito... Ela vê a irmã se suicidando e não acontece nada '-' fica ai a reflexão.

2- Supermercado

corredor de supermercado

No fim do mundo se você tem a oportunidade de ter acesso ao supermercado você passa nos corredores arrastando tudo para dentro do carrinho. Quando que você vai ficar escolhendo os enlatados? claro se for salsicha enlatada eu até entendo, eu prefiro morrer a comer aquilo.

3- A trágica morte de Charlie

The bird box Charlie antes de morrer
Divulgação: Netflix
Continuando no mesmo cenário de supermercado, foi a morte mais dolorosa para mim, antes do Tom. PQP o cara mais centrado morreu! Fiquei realmente devastada, mas foi uma cena importante para mostrar a influencia dos pássaros, além de ocupar um lugar de clikbait no titulo do filme/livro.

4- Agentes dos caos e o sharingan do demônio

Aqueles agentes do caos, todos tem cara de loucos - Minha irmã disse que só os esquizo podem ver a luz e não se matarem, pelo contrario se tornam agentes do caos apos ativar o Sharingan do mal.
Está bem obvio que não podemos confiar naqueles olhares vidrados. Mas, fica aquela velha máxima:  Não confie em ninguém! ainda mais no fim do mundo.

5- O lar das moças cegas onde judas perdeu as botas

the bird box: Cena do rio com as crianças
Divulgação: Netflix
Por que tem um lar das moças cegas  onde judas perdeu as botas? Quem é o ser sem coração que vai agrupar centenas de cegos em uma casa no meio da floresta próxima as correntezas de um rio? achei de uma falta de consideração que mal consegui me concentrar na mensagem do final do filme. Desculpa gente eu não admito isso não! 

Considerações finais

O filme nos trás muitas mensagem importantes, inclusive como fazer milhares de pessoas assistirem um filme tão doido só pelo elenco.

Brincadeiras à parte, particularmente me remeteu a diversas interpretações, faz um bom tempo que não assistia um filme tão emblemático, no sentido de me deixar com uma interrogação na cara. 
Um ar nostálgico de película do começo dos anos 2000, no boom dos aparelhos de DVD que locávamos qualquer DVD na promoção da locadora e depois ficávamos com cara de bolinha porque foi um puta filme bizarro.

14 comentários:

  1. É um filme muito emblemático mesmo, sucinta diversas interpretações. Pra mim é uma grande metafóra, a pessoa só consegue sobreviver se ficar cega ( tapar os olhos) para a crueldade e rudeza da vida. Tb fiquei sentida com a morte do Charlie, era tão receoso tadinho, mas acabou sendo muito corajoso ao se sacrificar pelos colegas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olhando por esse angulo, faz sentido sua interpretação!

      Excluir
  2. eu amei muito esse filme, n entendi a sua fala sobre a resistência a luz, pq pelo meu entendimento, não é a luz q faz as pessoas se tornarem aquilo, é um ser em específico. Eu pegaria mto enlatados no fim do mundo, por pensar q duram mais tempo e demoram mais para vencer, é ruim mas vc se mantem vivo.
    Adorei o post, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você tem razão, depois minha irmã me disse que não era a luz, mas a criatura que ficava fora

      Excluir
  3. Eu fiquei com tantos pontos de interrogação no final desse filme que acabei me decepcionando.
    Fiquei com todas essas do seu post e algumas mais, mas a que me incomoda até agora "Qual o sentido e a logica de tudo mesmo?"
    Sinceramente esperava bem mais!
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!Já ouvi falar muito desse filme,mas não assisti.
    Vendo suas considerações creio que ele tem algumas falhas que desagradam.
    Excelente resenha!Obrigada por compartilhar! Bjss

    ResponderExcluir
  5. Como eu já havia lido o livro, confesso que o filme não me agradou totalmente. Na minha opinião o que salvou o filme foi o fato da Sandra Bullock ser a protagonista.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Eu assisti o filme esses dias, e gostei bastante viu.
    Parece que me identifiquei a minha depressão e ansiedade com o filme.Esse filme é bem profundo tem que prestar bem atenção pra compreender né

    ResponderExcluir
  7. Vi o filme assim que foi lançado e adorei. Porém eu não tinha parado pra pensar na maioria dos pontos que você comentou! Me deu até vontade de assistir de novo pra observar melhor esses elementos, hehe

    ResponderExcluir
  8. Eu confesso que fiquei bastante frustrado em relação ao filme. Não consegui sentir o clima proposto pelo livro e nem estabelecer sintonia com os personagens. Do livro gostei bastante. Em relação ao santuário do final, quem sabe uma sequencia não revele o real significado. Adorei e concordo com sua análise.

    ResponderExcluir
  9. Eu assisti ontem, e confesso que me deixou com muitas questões em aberto, e talvez essa seja a intenção do filme. Não sei. Mas ainda não consegui formar uma opinião sobre.

    ResponderExcluir
  10. Eu vi o filme e lendo seu post agora que me toquei mesmo sobre o local do refúgio. Pensando bem vc tem toda a razao. Um refugio situado longe e em um local perigoso com essas correntezas.

    ResponderExcluir

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Tecnologia do Blogger.